A Profecia de Hedhen

A luz e as trevas travam uma batalha, e é sobre está perspectiva que “A Profecia de Hedhen” da Cristina Aguiar desenvolve uma narrativa “Luminares”. Da qual possuí a profecia dos Tronos (forças que reinavam por meio das luzes), que consiste em três sinais dos “Luminares” marcados nos corpos do destinados a receber a luz poderosa e retomar o que foi dominado pelas trevas. Nesta trama conheceremos: Deborah de origem nobre o que a torna herdeira do trono. Uma mulher justa que desenvolveu uma intuição sobrenatural que lhe confere o poder de prever coisas futuras e de ler pensamentos. Em contra partida Jael, uma mulher de origem incerta e obscura com uma visão aguçada que não a deixa perder um alvo com o seu arco, mas a sua impaciência e o seu senso prático não a tornam uma pessoa muito dada à reflexão. Já Barak é um homem honrado e justo capaz de renunciar um grande amor para ver a profecia cumprida, mesmo que isso o destrua por dentro. Um deve garantir o cumprimento da profecia, outro deve sacrificar a própria vida em troca da vitória e apenas um permanece oculto para sua própria segurança, já que em suas mãos repousará o Cetro de Luz, símbolo dos antigos Tronos. Uma história que envolve a rivalidade de dogmas entre a deusa que exige sacrifícios e o “Pai-Criador”, somados as aventuras destas personagens para que luz consiga triunfar sobre a escuridão. Uma obra fascinante publicada pela Editora Modo que será lançada na 22ª Bienal do Livro em São Paulo.

Por Davi Matos 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s