Um dia…


Um dia, descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela…
Um dia, nós percebemos que as mulheres tem extinto “caçador” e fazem qualquer homem sofrer.
Um dia, descobrimos que se apaixonar é inevitável.
Um dia, percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples.
Um dia, percebemos que o comum não nos atrai.
Um dia, saberemos que ser classificado como o “bonzinho” não é bom.
Um dia, percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você.
Um dia, saberemos a importância da frase: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
Um dia, perceberemos que somos muito importante para alguém mas não damos valor a isso.
Um dia, perceberemos como aquele amigo faz falta, mas aí já é tarde demais. 

Enfim… um dia, descobriremos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito…
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas nossas loucuras…

Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana
Anúncios

5 thoughts on “Um dia…

  1. Já vi este texto como autoria de Shakespeare. Mas sendo de Shakespeare ou de Quintana, é LINDO!
    Bela escolha para um post. Gostei do seu blog!
    Abraço,
    Lyani

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s